Porque deixar de vender dói, mas perder um cliente que confiava em você pode doer mais ainda.

Por:

Algumas vezes, a melhor maneira de ganhar a confiança do seu cliente é não vendendo para ele. Isso mesmo! À primeira vista você deve ter estranhado a afirmação do título desse post, mas explicarei melhor a seguir.

Você já se sentiu frustrado após comprar um produto e descobrir que não era bem aquilo que você queria? Muitas vezes, por falta de informações passadas pelo vendedor ou até mesmo por má-fé, os produtos errados são vendidos aos consumidores.

O que o cliente precisa nos dias atuais é de um vendedor ORIENTADOR e que se importe com a real NECESSIDADE dele. Não queremos mais vendedores que façam o cliente ter que engolir o produto ou o serviço goela abaixo, seja através da “forçação de barra” ou mesmo quando o cliente não sabe bem o que quer e acaba acreditando que o produto em questão é o que ele realmente procurava.

Vendedores que quiserem fidelizar seus clientes terão que ser sinceros e, mais do que sinceros, terão que perguntar também, terão que descobrir o que o cliente realmente precisa e ganhar a confiança dele A LONGO PRAZO. O velho paradigma do “compre qualquer coisa logo e vá embora” já morreu faz tempo.

Fonte: Reprodução/simpleprogrammer.com
Fonte: Reprodução/simpleprogrammer.com

Afirmo isso porque quando seu cliente se frustrar com o produto e se sentir mal, você sabe quem ele vai culpar (com razão) e em quem ele vai deixar de confiar. A confiança, como em qualquer relacionamento, tem que ser construída a longo prazo. Temos que abrir mão de uma venda a curto prazo e de um resultado rápido para que todos ganhem no final — nem sempre vender é o mais importante. O mundo empresarial e o mercado devem ter valores humanos.

A geração de confiança consequentemente vai ser o que criará autoridade e garantirá o seu rendimento. O que o bom marketing busca é o “ganha-ganha” entre cliente e vendedor, por isso venda o produto apenas se for adequado para a pessoa. Seja honesto com o seu público a respeito da adequação do produto e você cultivará relações a longo prazo com seus clientes.

Entregue somente o produto certo, na hora certa, pois recusar uma venda pode ser doloroso, mas é a melhor escolha! O foco, lembre-se, é o longo e não o curto prazo.


Opinião de usuários