Saiba como ganhar de seu concorrente sem ter que diminuir o preço. Conheça as variáveis de valor de custo, valor agregado e valor percebido

Por:

Concorrência é uma coisa muito difícil, principalmente quando se fala de preço, nesse caso você pode ficar meio confuso em quanto vai cobrar pelo seu produto ou por um serviço. Temos que ter em mente que tudo isso é competição e competição no mercado, pode parecer assustador, mas é algo muito bom.

Talvez você já tenha se assustado com um concorrente que cobrava um preço ABSURDAMENTE barato pela mesma coisa que você oferecia… bom, a mesma coisa pelo menos no nome. Apesar disso, será que era a mesma coisa também na qualidade? Ou só no nome?

Você tem que ter em mente que, hoje em dia, não adianta mais competir no preço, mas sim no valor agregado oferecido. Você tem que aumentar o valor percebido pelo cliente no seu produto, ou seja, na qualidade e no benefício final que você realmente entrega a mais em relação a seu concorrente.

Quem cobra barato demais sempre tem que subtrair de outra coisa e acaba perdendo em qualidade na maioria das vezes. Será que seu concorrente traz o mesmo resultado e tem a mesma dedicação que você?

Em resumo: Você não vende “calçados”, você vende a melhor proteção possível para os pés. Você não vende um “carro”, você vende uma locomoção com muito conforto.

Enfim, o que você vende não é o produto ou o serviço em si, mas o RESULTADO FINAL e principal que seu cliente quer ter com aquilo. Você não vende sua “acadêmia”, você vende o sonho de se tornar mais saudável ou então de ficar mais bonito.

Entende? Se você já viu ou passou por algum caso parecido, deixe um comentário abaixo! Adoro conversar sobre o tema.

Além disso, se tem alguma sugestão, dúvida ou crítica, ficarei feliz em responder seu comentário!

PS:
Aproveitando, queria deixar o link para meu vídeo mais recente, em que falo sobre ensino informal e ensino formal: http://youtu.be/x2jIl-Vzuk0


Opinião de usuários