A invenção poderá identificar, a distância, bombas, drogas, armas químicas e outros elementos. Futuramente poderá ser utilizada em satélites e na exploração espacial

Por:

Um cientista da Universidade A&M, do Texas, inventou um raio laser que detecta explosivos, drogas e agentes químicos a distância de até 1 KM. A ideia é que o laser vá a bordo de um avião e com um simples disparo ele conseguirá mapear toda uma área.

Os estudos do sensor remoto a laser vêm sendo desenvolvidos por Vladislav Yakovlev, um engenheiro biomédico, e a façanha dele é única — até então outros equipamentos desse tipo só haviam detectado drogas e outros elementos a curtas distâncias.

O estudo foi publicado pela “National Academy of Sciences” e, segundo a publicação, o funcionamento é baseado na mudança de cor da luz do laser, causada pela vibração específica do elemento atingido. “A mudança de cor da luz é única para cada elemento químico específico”, afirmou o engenheiro; considerando o fato, nem mesmo elementos semelhantes são confundidos pelo laser.

O sistema custou 30 mil dólares, mas os pesquisadores pretendem baratear os custos de produção, trazendo esse equipamento para uma realidade mais comum. Entretanto, a máquina oferece riscos ao olho humano, durante os testes eles tiveram que usar óculos de proteção.

Por enquanto eles ainda não descobriram como detectar compostos de mais de um elemento. Apesar disso, essa tecnologia e sua velocidade de identificação já oferece muitas possibilidades e, no futuro, poderá ser utilizada em satélites e em sondas de exploração em Marte, por exemplo.

Fontes:
TheVerge , PNAS


Opinião de usuários