Up é um dos melhores filmes que já vi, uma animação que mostra como realmente acontece a vida. Conta a história de Carl Fredricksen, que no começo do filme ainda é uma criança que sonha em ser um aventureiro, logo no começo conhece a garota Ellie que têm em comum a paixão por aventura. Ambos […]

Por:

Up é um dos melhores filmes que já vi, uma animação que mostra como realmente acontece a vida. Conta a história de Carl Fredricksen, que no começo do filme ainda é uma criança que sonha em ser um aventureiro, logo no começo conhece a garota Ellie que têm em comum a paixão por aventura. Ambos têm como ídolo o aventureiro Charles Muntz, que viajou de dirigível para a América do Sul. Carl e Ellie também perseguem o objetivo de um dia também viajar para o mesmo lugar, no Paraíso das Cachoeiras e completar o scrapbook da garota. E como esperado a amizade de Carl e Ellie torna-se amor e neste momento você vê a cena mais linda do filme, a vida dos dois é resumida em cinco minutos de forma magnífica, é mostrado o casamento, os passeios, as fases mais importantes da vida do casal e aos poucos sem perceber os personagens vão envelhecendo, os dois não desistem de seus sonhos de infância e até tentam criar planos para fazer a viagem, mas conforme o casal envelhece esse sonho fica perdido no tempo, como muitos dos nossos sonhos que vão se apagando com o passar dos dias. E de vez em quando Fredricksen acaba olhando a página do livro de Ellie triste por ainda não ter realizado seu sonho, e principalmente, o sonho da mulher que esteve ao lado dele por toda vida. É realmente lindo.

Então o resumo acaba, e com tristeza vemos que Ellie adoece , e consequentemente aquela menininha do começo do filme, e que agora é uma senhora, falece. Este momento é uma tristeza e você se pergunta “Mas que tipo de filme é esse? Uma coisa tão triste assim logo no começo”, e parece que não tem como deixar o filme tão alegre novamente. Seu Fredricksen é constantemente perturbado pela construtura vizinha, que tem os planos de destruir sua casa, a casa que ele passou sua vida, desde a infância, desde quando conheceu Ellie até sua morte. Carl Fredricksen torna-se rabugento, a vida vira uma tristeza, até quando ele conhece Russell, um garoto engraçado que sonha receber sua medalha por ajudar um idoso, pois é um escoteiro. Com a construtura todos os dias batendo nas suas portas Fredricksen repensa seu plano e de forma fantástica faz sua casa voar, como se fosse o elevador no final do clássico Charlie and the Chocolate Factory. Logo no começo da viagem descobre que Russell acabou se escondendo na casa voadora e agora vai ter que seguir a viagem com o garoto, que inicialmente o irrita, mas com o passar do filme faz a viagem valer a pena. Então finalmente o velho Carl Fredricksen realiza o sonho de sua infância, chega ao Paraíso das Cachoeiras, um lugar que parecia nem existir realmente, pois é surreal. Infelizmente ele pousa do lado oposto às cachoeiras e vai ter que chegar até o outro lado com Russell e aturar suas maluquices. No meio do caminho conhece um cão que de cara adora Russell e Carl, já aceita eles como mestres, e o cão tem algo de exótico, realmente exótico, ele é um cão falante, seus latidos são traduzidos através de um aparelho. Dug é o nome do cão, mas o melhor não é ele falar, pois outros cães no Paraíso das Cachoeiras também falam, ele é um cão engraçadíssimo e muito carismático, por mais estranha que pareça esta frase.

Algum tempo depois, conforme penetravam a floresta do local descobriram um pássaro muito estranho e resolveram chamar de Kevin. Agora o mais estranho é que eles reencontram o aventureiro que inspirou o casal Fredricksen, Charles Muntz, que já era adulto na infância de Carl, e é ele o responsável e líder por uma “gangue” de cão falantes, um deles Dug. Com isso chegamos a “trama” principal do filme, quando o velhinho e Russell descobrem que Charles não é nenhum aventureiro bondoso e camarada, mas que é um caçador obcecado e malígno, que foi para o Paraíso das Cachoeiras somente para capturar Kevin, que é um pássaro raro, e seus filhotes, pois é uma fêmea. Então a história se desenrola e começam as perseguições e tentativas de salvar Kevin. O final obviamente não irei contar, você tem que ver esse filme que tem a alma humana dentro desta obra de arte, a verdade e um turbilhão de emoções, é realmente um dos melhores filmes do mundo, que explora diversos gêneros cinematográficos.

Enfim, veja Up – Altas Aventuras, é um filme para você guardar, ver e rever várias vezes, mostrar para seus filhos ou para seus futuros filhos, não importa daqui há quanto tempo, pois é um filme que não se prende a uma única época, atemporal. Em questão de números e premiações, é o terceiro filme de maior bilheteria da Pixar, atrás de Toy Story e Procurando Nemo, ganhou o Oscar e Globo de Ouro como melhor Filme de Animação e Melhor Trilha Sonora. Recomendo que veja dublado, pois a dublagem é excelente, contando com Chico Anysio nas vozes de Carl Fredricksen, o protagonista, Nizo Neto na voz do cão feliz Dug e Eduardo Drummond, neto do mestre da dublagem Orlando Drummond, faz o garoto Russell. É realmente incrível, veja, e se quer adquirir essa obra única do cinema, clique aqui para comprar o DVD, está muito barato, vale muito a pena ter esse filme da Disney em sua coleção.


Opinião de usuários